Phillippe Parreno pode vir a trazer projecto de “Land art” para Castelo de Vide

Philippe Parreno, Marquee, 2008. Installation view, Solomon R. Guggenheim Museum, 2008, Manhattan, New York

Philippe Parreno, Marquee, 2008. Installation view, Solomon R. Guggenheim Museum, 2008, Manhattan, New York

O artista plástico francês Phillippe Parreno e o director de fotografia Darius Khondji estiveram ontem em visita a Castelo de Vide com o objectivo de visitar espaços para a implementação de obras de “Land Art“. Na visita foram acompanhados por António Pita e Daniel Carreiras da Silva, respectivamente Vice-presidente e Vereador da Câmara Municipal de Castelo de Vide, que se manifestaram satisfeitos pela escolha de Castelo de Vide para acolher este projecto.

Phillippe Parreno , conhecido artista plástico francês, produzirá peças para integrar na paisagem, criando novos efeitos e novas leituras do espaço. A obra final é produzida em suporte vídeo e servirá enquanto conteúdo para museus de renome internacional, tal como o conhecido Centro Georges Pompidou, em Paris. Um elemento importante destas obras é a paisagem, o espaço envolvente, daí que se repitam as filmagens periodicamente, de cinco em cinco anos, para se entender a evolução do espaço.


Para filmar, virá a equipa do famoso director de fotografia Darius Khondji. Darius Khondji, note-se, foi director de fotografia de filmes como Sala de Pânico, Evita, O Intérprete, A Praia, Seven – Sete Pedados Mortais, entre muitos outros. Darius Khondji tem trabalhado com directores como David Fincher, Jean-Pierre Jeunet, David Fincher, Bernardo Bertolucci, Alan Parker, Roman Polanski, Sydney Pollack, Wong Kar-wai e Woody Allen, com quem, brevemente, iniciará a rodagem de um filme, como o próprio nos disse. Um dos “decors” (área para filmagem) estará já garantido em Castelo de Vide, havendo ainda a forte possibilidade de poder vir a ser escolhido outro, embora, no dia de visita que os dois artistas dedicaram a Castelo de Vide, não tenha sido encontrado. Este projecto chegou-nos pela mão de Rodrigo Areias, realizador de cinema que trabalhou na longa-metragem de Francisco Manso, O Último Condenado à Morte, rodado em Castelo de Vide em 2006.

fonte: http://www.cm-castelo-vide.pt/noticia.php?noticia=657#
Anúncios