Sopa de Sarapatel

Sopa de Sarapatel

Depois das provações e do jejum, no Domingo de Páscoa reúne-se a família e come-se uma das iguarias mais representativas da região e do país, e nas regiões por onde os portugueses passaram, como o Brasil ou Goa. Aqui fica a receita da Sopa de Sarapatel de Marvão e Castelo de Vide, cuja receita é semelhante.

Ingredientes para 8 pessoas
▪    A fressura de 1 cabrito ou de 1 borrego
▪    1 colher de sopa de banha
▪    1 colher de sopa de azeite
▪    2 dentes de alho
▪    1 cebola pequena
▪    1/2 folha de louro
▪    1 colher de sopa de colorau
▪    1 ramo de salsa
▪    6 grãos de pimenta
▪    2 cravinhos
▪    1 colher de chá de cominhos
▪    1 copo de vinho branco (2 dl)
▪    500 g de costelas (peito) de cabrito (ou de borrego)
▪    as tripas do cabrito
▪    2 colheres de sopa de vinagre
▪    1 ramo de hortelã
▪    o sangue do cabrito (cozido)
▪    750 g de pão caseiro (duro)
▪    250 g de toucinho fresco
▪    sal

Confecção

Faz-se um guisado com a banha, o azeite, a cebola picada, os dentes de alho, o louro, colorau, a pimenta em grão, os cravinhos, um ramo de salsa e a fressura cortada aos bocadinhos.

Depois de tudo bem refogado rega-se com o vinho branco e a água necessária para a sopa.
A água pode-se juntar a pouco e pouco.
Juntam-se ainda nesta altura as costelas de cabrito em bocados e as tripas, bem lavadas e cortadas aos bocadinhos.
Depois de tudo cozido, tempera-se com os cominhos, o vinagre e um ramo de hortelã.
Deixa-se apurar um pouco mais e adiciona-se o sangue do cabrito, esfarelado.
Entretanto, corta-se o pão às fatias (sopas) para uma terrina ou para uma tigela de meia cozinha, espalham-se por cima raminhos de hortelã e rega-se tudo com o sarapatel.
Abafa-se um pouco, e na altura de servir contorna-se a superfície do sarapatel com fatias de toucinho frito.
Também se pode acompanhar com rodelas de laranja.

do livro – Cozinha Tradicional Portuguesa
Da Editorial Verbo
Anúncios